Universidade nos Estados Unidos instala câmeras inteligentes com análise de vídeo para apoiar investigações

Sistema avançado cria zona de proteção no campus capaz de visualizar a placa de veículos, gerar alertas em caso de invasões, detectar objetos removidos e recuperar pertences roubados.

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Setembro de 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

A Universidade de Tulsa, em Oklahoma, Estados Unidos, investiu num sistema de videomonitoramento concebido para auxiliar investigações forenses e gerar provas de todos os crimes ocorridos em suas dependências. A instituição privada ocupa uma área de 900 m² no centro da cidade e possui 1.250 funcionários. As mais de 300 câmeras inteligentes e de alta resolução da Axis Communications estão espalhadas por toda parte: halls de entrada e corredores, laboratórios de informática, salas de treinamento prático, estádio e outros ambientes esportivos, além de estacionamentos, dormitórios e centros estudantis.

No Centro de Performances Artísticas, por exemplo, a universidade adotou câmeras que operam elas mesmas os analíticos de vídeo do software Agent Vi para detectar objetos removidos ou esquecidos. “Os analíticos nos ajudam a rastrear objetos artísticos valiosos que tenham sido retirados da parede. Mas muitas vezes usamos a tecnologia para ajudar estudantes a acharem mochilas perdidas”, conta William Redding, Diretor Assistente de Tecnologia de Segurança e Serviços de Cartões da Universidade de Tulsa. “Igualmente importante, o sistema nos avisa se alguém caminhando na rua deixar um objeto e sair andando”.

Numa ocasião, a queixa de um estudante que havia tido um item furtado foi resolvida em menos de 40 minutos. A segurança do campus começou a busca acessando uma câmera instalada na entrada de um dos prédios em busca de evidência forense. Após comparar as gravações associadas cronologicamente ao registro do uso dos cartões de controle de acesso que cada estudante tem, a equipe de segurança identificou e apreendeu o suspeito em 37 minutos. O item furtado foi devolvido ao dono e o ladrão sofreu ações disciplinares.

Em outra ocasião, a equipe de segurança estava testando a câmera AXIS Q1765-LE, com resolução Full HD, no estacionamento do campus numa noite chuvosa para tentar ler a placa dos veículos. O operador notou que um veículo estava se deslocando erraticamente por toda a área, e contatou imediatamente a polícia local com os detalhes do veículo, que enviou uma ambulância. “Descobrimos que o motorista estava sofrendo uma parada cardíaca”, lembra Redding.

Já no estacionamento próximo ao dormitório feminino, foi instalada uma tecnologia de detecção de invasão (chamada de cross-line detection) programada para gerar um alarme sempre que um veículo entre após as 23h. Diante do alerta, o segurança na central passa a controlar a câmera do local para verificar se a estudante chegará com segurança ao seu quarto. Caso um veículo se desloque a esmo, agentes de segurança são deslocados imediatamente para determinar as intenções do motorista.

Todos os analíticos de vídeo utilizados no projeto são da fabricante de softwares Agent Vi, parceira da Axis Communications, e operam dentro da própria câmera graças à capacidade de processamento das câmeras inteligentes da Axis.

Notícias Relacionadas